Careca brilhante: menina com doença autoimune cria novo visual

Artigos

HOME > ARTIGOS > Artigos,Destaque > Careca brilhante: menina com doença autoimune cria novo visual

Careca brilhante: menina com doença autoimune cria novo visual

 

O Penteado Diferente

Escolas infantis promovem as mais variadas brincadeiras para engajar e divertir as crianças.

Um dia, a escola da pequena Gianessa Wride, de 7 anos, nos Estados Unidos, resolveu inventar o Dia do Cabelo Maluco.

Propondo que cada criança inventasse um penteado diferente para ir à aula.

Tudo certo aí, mas tem um detalhe: Gianessa não tem cabelo.

A Criatividade

Com a cabeça carequinha por conta de uma doença autoimune que provoca a queda total de seus fios, a pequena pediu ajuda da mãe para bolar um jeito de participar.

Juntas, elas ousaram na criatividade e fez bonito da data comemorativa. No lugar dos cabelos, ela fez um penteado com adesivos brilhantes coloridos, e deu uma lição aos professores e alunos sobre autoconfiança e aceitação.

O Grande Prêmio

Não por acaso, a pequena levou o prêmio de melhor look do dia.

A foto da pequena toda enfeitada foi compartilhada pela mãe no Instagram.

“Eu tenho que dizer: ela está simplesmente deslumbrante”, diz a mãe, Daniella Wride.

Não demorou para que a história chamasse a atenção da imprensa. Em entrevista ao canal americano Fox 13 Now, a menina conta que causou uma boa impressão nos amigos.

O Entusiasmo

Meus colegas ficavam em volta de mim dizendo que estava muito legal, perguntando como eu tinha feito.

Muitos também queriam fazer, mas não podiam porque tinham cabelo“, disse, entusiasmada.

A história traz à tona uma reflexão sobre o papel da diversidade dentro das escolas.

Principalmente no que diz respeito à presença ativa de professores e educadores que encorajem ações a favor da autoempoderamento infantil.

 

Link

blog comments powered by Disqus

Últimas novidades

O periódico científico 'British Medical Journal' relatou o caso e chamou a atenção para a impo

Estudante italiana disse que não tem nenhuma formação na área, mas não perde um episódio do pr

Atropelada não identificada vive no hospital da PM, em Vitória. Coronel Potratz não perdeu a es

Um pai cruzou os Estados Unidos de bicicleta para ouvir o coração da filha bater no peito de outro

Estudo mostra boa resposta em mais de 90% dos casos de mieloma múltiplo e dá esperanças de cura.

Função de Alpha é alertar seu dono Andrew, que tem diabetes, sobre mudanças no nível de açú

Visite nossos outros projetos: