Desabafo de um estudante de Medicina

Avatar

Escrito por:

Publicado em: 04/12/2015

Por que as pessoas endeusam tanto e têm uma visão tão errada sobre a medicina? Tenho observado alguns amigos reclamando, alguns familiares desabafando e me senti um pouco perturbado – tanto por mim, quanto por eles. É incrível como as pessoas se esquecem que por trás da palavra “medicina” existem anos e anos de estudo […]

Medicina

Por que as pessoas endeusam tanto e têm uma visão tão errada sobre a medicina?

Tenho observado alguns amigos reclamando, alguns familiares desabafando e me senti um pouco perturbado – tanto por mim, quanto por eles.

É incrível como as pessoas se esquecem que por trás da palavra “medicina” existem anos e anos de estudo e dedicação. As pessoas se esquecem que é um dos cursos mais longos de graduação – se não o mais longo – e que depois de formados precisamos passar por mais outros longos anos de especializações. Resumindo: uma vida para salvar a sua!

As pessoas se esquecem que abdicar da própria vida pra cuidar da vida do próximo não é NADA fácil. Assim como não é fácil (pra maioria dos estudantes) ter que sair de casa cedo pra realizar um sonho, ter que deixar tudo de lado, amigos, festas, família, pra entrar no curso mais concorrido no Brasil. Também não é nada fácil passar noites sem dormir, seja para estudo ou seja num plantão.

Não é fácil ficar sem comer nada em um dia corrido, que não sobrou tempo nem pro almoço. As pessoas se esquecem que com o diploma na mão, o médico não se torna um super-herói, mas sim se torna apto para cuidar da sua saúde. Frisando aqui que o médico não é vidente!

Tudo se baseia em conhecimentos científicos que demoram longos e longos anos para serem adquiridos. As pessoas se esquecem que pra passar por tudo isso, deve existir muito amor pela profissão e pelo curso que faz. Dias atrás estava usando uma camiseta da minha turma escrito “medicina” e um grupo passou perto de mim e falaram bem baixo “esse povo da medicina não é nada humilde, olha as camisetas deles, ficam escrevendo medicina em tudo só pra se achar”.

Fiquei um pouco sem entender o porquê daquilo… Se você faz biomedicina/veterinária/direito/etc e veste uma camisa escrito o nome do seu curso, não é porque se acha, é porque você ama o que faz, certo? Por que eu usar uma camisa escrito medicina diminuiria minha humildade? O acadêmico de medicina não pode ter o direito de amar o que faz, como todos os outros cursos têm?

Existem visões muito erradas sobre nós, que podem até ser irrelevantes pra quem vê de fora, mas que pra nós, acadêmicos ou profissionais que amamos o que fazemos, chateia. Mais um detalhe relevante: Não se pede pra um biomédico fazer um exame numa roda de amigos. Não se pede pra um veterinário olhar seu cachorro no meio de um jantar em família.

Assim como não se pede pra um médico te examinar fora do consultório. Muito menos por telefone. E isso não é uma questão de humildade ou ego, é uma questão de bom senso. Se você não trabalha 24 horas por dia, o médico também não. Se você precisa de uma pausa pro almoço, algumas horas pra dormir, um descanso, o médico também precisa. Ninguém trabalha 24h por dia, a não ser que precise.

Mas acredite, o médico (assim como você) também precisa de dinheiro, também paga contas! As pessoas precisam de um pouco mais de noção e consideração, não só com o médico, mas com todos os profissionais. Profissionais são seres humanos, e humanos possuem necessidades. Não seja inconveniente! As pessoas estão perdendo o bom senso, e eu juro que não sei ainda de quem é a culpa disso…

Lucas Corrêa


Leia também

Diferente do que foi amplamente divulgado sobre o possível adiamento do Enem para 2022, o Ministé

StoodiMed - Plano do Stoodi para Medicina O plano é feito para quem está se preparando para pr

Já se deparou com cursos que prometem ensinar como aprender mais rápido feito por "gurus" que cob

O Grupo UniEduK (UniFAJ e UniMAX), localizado em Jaguariúna e Indaiatuba, abriu as inscrições pa

Milhares de jovens estudantes brasileiros buscam a tão sonhada vaga no Curso de Medicina, seja pel

Sabe aquele momento quando você estava estudando sozinho(a) e surgiu aquela dúvida em uma questã