Cientistas descobrem função inesperada dos pulmões

Artigos

HOME > ARTIGOS > Artigos,Destaque > Cientistas descobrem função inesperada dos pulmões

Cientistas descobrem função inesperada dos pulmões

 

Experimentos feitos com camundongos podem ajudar os cientistas a entender melhor doenças inflamatórias, tromboses e transplantes pulmonares.

São Paulo – Cientistas da Universidade da Califórnia, em São Francisco,

descobriram que os pulmões desempenham um papel que vai além da respiração.

Os Experimentos

Em uma série de experimentos feita com ratos, os pesquisadores notaram que os órgãos do animal produziram mais da metade das plaquetas.

Componentes do sangue necessários para a coagulação envolvidas na circulação sanguínea.

Segundo Mark Looney, autor principal do estudo, isso significa que os pulmões humanos podem realizar uma função totalmente inesperada: a produção de sangue.

Uma nova visao

Esse achado definitivamente sugere uma visão mais sofisticada dos pulmões – que eles não são apenas para a respiração.

Mas também um parceiro fundamental na formação de aspectos cruciais do sangue”, disse o cientista em um comunicado.

(Tecnologia e saúde: conheça a parceria em busca de avanços na precisão da medicina personalizada Patrocinado)

A pesquisa, publicada na revista Nature, foi possível graças a uma técnica de microscopia em vídeo desenvolvida por Looney e o coautor do estudo, Matthew Krummel.

O método

O método permite que as plaquetas brilhem.

Isso serve para que os cientistas visualizem células individuais em vasos sanguíneos minúsculos dentro dos pulmões de um rato vivo.

Durante a realização de três experimentos, eles observaram uma grande quantidade de células produtoras de plaquetas.

Os chamados megacariócitos, na vasculatura pulmonar do animal.

Os megacariócitos já foram vistos nos pulmões em estudos diferentes.

Mas a medula óssea sempre foi apontada como um importante local de produção de plaquetas.

A contribuição

Agora, as imagens adquiridas pelos cientistas revelaram que essas células produzem mais de 10 milhões de plaquetas por hora nos pulmões dos ratos.

A contribuição dos pulmões para a biogênese plaquetária é substancial, representando aproximadamente 50% da produção total de plaquetas (do camundongo)”, explicam os autores no estudo.

 

Link

blog comments powered by Disqus

Últimas novidades

Beatriz recebeu o diagnóstico de que possuía três linfomas de Burkitt no abdômen quando tinha qu

Maria e Paulina celebram essa data especial registrando momentos da forma mais fofa possível.

Experimentos feitos com camundongos podem ajudar os cientistas a entender melhor doenças inflamató

O Penteado Diferente Escolas infantis promovem as mais variadas brincadeiras para engajar e diverti

Em primeiro lugar, devemos esclarecer o que é gelatina. Nem todos sabem que a gelatina é feita de

5 cirurgias em 28 horas O cirurgião Luo Heng foi fotografado dormindo no chão de um hospital da p

Visite nossos outros projetos: