A mãe que virou meme por uma causa nobre.

Avatar

Escrito por:

Publicado em: 08/07/2016

Você provavelmente se deparou com alguma foto estranha da potiguar Graciane Dias. Ela ganhou fama depois que suas poses rodaram por toda internet. Seja em cima da TV ou pendurada em um galho de árvore, Graciane não tinha preguiça de entrar ou subir em lugares pouco comuns de se tirar uma foto. Mas a história […]

Você provavelmente se deparou com alguma foto estranha da potiguar Graciane Dias. Ela ganhou fama depois que suas poses rodaram por toda internet. Seja em cima da TV ou pendurada em um galho de árvore, Graciane não tinha preguiça de entrar ou subir em lugares pouco comuns de se tirar uma foto.

Mas a história da mulher que arranca risadas é tão emocionante quanto os perigos que enfrenta nas poses diante das lentes.

Natural de Gameleiras, agreste do Rio Grande do Norte, Graciane é mãe de quatro filhos: Waniga, de 16 anos, Weliga, 14, Eclitson, 12, e Eglilson, 4. Os dois filhos mais novos sofrem de distrofia muscular de Duchenne, uma doença degenerativa que, segundo a mãe, pode levá-los à cadeira de rodas e reduzir sua expectativa de vida aos 20 anos de idade. E conta que a motivação para os “ensaios fotográficos” era ver seus filhos sorrirem.

graciane

A ideia surgiu há um ano, quando a agricultora, de 35 anos, passou a escolher locais inabituais, como subir em cima de eletrodomésticos, altos de escadas, morros e muros, para fazer com que os filhos tivessem uma pausa na rotina árdua que enfrentam.

“Quando estou nessas fotos, subindo em algum lugar ou pulando, esqueço da vida, da doença. Esqueço de tudo. Eu amo altura e gosto de ir nos cantos mais altos, me pendurar e pular, de fazer gracinha em cima”, revela.

Os registros compartilhados no Facebook de Graciane, divertem milhares de internautas e estão alcançando todo o Brasil. Empolgada com o sucesso, as produções seguem cada vez mais criativas. A mãe espera agora conseguir chamar atenção para a doença dos filhos e comover pessoas que possam ajudar a família com despesas e tratamentos, já que, além dos remédios que custam mensalmente em torno de 200 reais, ela precisa viajar duas vezes por semana à capital para levar Eclitson para fazer fisioterapia.

screenshot_1

No entanto, olhar a força que um amor de mãe é capaz de fazer para ver seus  filhos sorrirem sem lembrar da vida dura e árdua em que vivem faz com que nós possamos enxergar o mundo de maneira bem mais simples e feliz. Podemos aprender que, mesmo com uma condição financeira baixa, sem muito conforto, a felicidade em querer o bem do próximo é bem mais gratificante que qualquer benefício financeiro. E claro, ajudar o próximo sem querer nada em troca é uma das sensações mais gratificantes que podem existir, e você, vestibulando Medicina, sabe bem disso.


Leia também

Diferente do que foi amplamente divulgado sobre o possível adiamento do Enem para 2022, o Ministé

StoodiMed - Plano do Stoodi para Medicina O plano é feito para quem está se preparando para pr

Já se deparou com cursos que prometem ensinar como aprender mais rápido feito por "gurus" que cob

O Grupo UniEduK (UniFAJ e UniMAX), localizado em Jaguariúna e Indaiatuba, abriu as inscrições pa

Milhares de jovens estudantes brasileiros buscam a tão sonhada vaga no Curso de Medicina, seja pel

Sabe aquele momento quando você estava estudando sozinho(a) e surgiu aquela dúvida em uma questã