Artigos

HOME > ARTIGOS > Destaque,ENEM > TRI – Como Calcular a Nota do ENEM

TRI – Como Calcular a Nota do ENEM

Você sabe o que é TRI? Teoria de Resposta ao Item?

Uma das principais dúvidas dos alunos ao receberem a nota do ENEM é:

Por que a minha nota é menor que a do meu colega, sendo que acertei mais questões que ele?

O responsável por isso é o TRI – Teoria de Resposta ao Item, metodologia adotada pelo INEP para fazer o cálculo da nota no ENEM. Além da quantidade de acertos, o TRI leva em consideração a coerência das questões certas e erradas.

TRI na Prática

Veja a imagem abaixo:

Teoria de Resposta ao Item - ENEM

Cada marcação ao lado da régua representa uma questão, e cada questão, por sua vez, possui um grau de dificuldade. Quanto mais alta a questão estiver em relação ao nível da régua, maior o grau de dificuldade.

A pergunta que vem é: Por que o aluno da direita, mesmo tendo acertado a mesma quantidade de questões do aluno da esquerda, tirou nota menor? 

A resposta é simples, porque o algoritmo que faz o cálculo da nota do ENEM supõe que ele chutou as questões mais difíceis.

Como o TRI sabe o grau de dificuldade das questões?

Todos os anos, o INEP aplica uma pré-prova, com o intuito de fazer a análise das questões. Essa prova é aplicada em diversos lugares do Brasil e algumas questões dessa prova serão selecionadas para as próximas edições do ENEM.

Essa prova é aplicada para dois motivos principais:

  1. Fazer o cálculo do grau de dificuldade das questões, com base nos acertos e erros dos alunos;
  2. Eliminar questões ruins, ou seja, aquelas que geram dúvidas.

Qual a grande dica para o TRI?

Se pudesse te dar um conselho, seria esse: tenha foco em acertar as questões fáceis. Isso porque, se você acertar, por exemplo, as questões fáceis e médias, o TRI não terá como prever se você chutou as questões difíceis.

Por isso, muito cuidado com cursinhos que passam simulados muito mais difíceis do que as provas do ENEM. Muitas vezes, isso é mais prejudicial do que benéfico para o aluno, por fazer com que ele tenha o mindset de resolver primeiro as questões difíceis da prova.

ACREDITE: Muito mais do que acertar as questões difíceis, você precisa ser coerente. 

Se você entender a lógica do TRI antes de começar a fazer seu plano de estudos, você já estará na frente de boa parte dos candidatos.

Estudar nas provas anteriores ajuda?

Não só ajuda como elas devem fazer parte do seu dia a dia. Desde que mudou o estilo de prova e passou a adotar o TRI, em 2009, o INEP supõe que todas as provas possuem o mesmo grau de dificuldade.

Por isso, muito melhor do que fazer simulados “difíceis” do cursinho, a melhor estratégia para se acostumar com o estilo da prova é resolver as provas de anos anteriores, tanto do ENEM quanto do ENEM PPL, que são as provas aplicadas em presídios.

 

 


Últimas novidades

O doutor Philipp Köhler, especialista em medicina de emergência, disse que nunca tinha visto um c

Se o sucesso é a melhor vingança, Elizabeth Blackwell, a primeira médica formalmente reconhecida

O Projeto Medicina vai realizar nos dias 12 e 19 de maio o Simulado Nacional Online Enem 2019, que

Este é um artigo sobre o Curso Aprovação 360, criado pelo Professor Gilberto Augusto. Nele eu des

Enã Rezende com apenas 26 aninhos acabou de se formar em medicina na Universidade de Cuiabá (Unic

Quem estuda para o Enem sabe a importância que é uma boa preparação para a prova de Redação. I

Visite nossos outros projetos: